WhatsApp: (63) 9 9222-2387

Atendimento: (63) 9 9253-3396

Medicina Nuclear
Cintilografia Renal Estática com DMSA
Um dos principais benefícios dessa tecnologia é que por meio de exame simples, preciso e com poucos efeitos colaterais é possível captar imagens como se fossem “fotografias” da parte interna do corpo do paciente.

Para que serve o exame?

Permite avaliar a função tubular dos rins, a localização, o tamanho, a forma e a presença de cicatrizes corticais renais.

Como é realizado o exame?

O paciente receberá uma pequena quantidade de material radioativo por via endovenosa. Este medicamento não é contraste, não causa reações e a exposição à radiação é muito baixa. Após a injeção, deverá aguardar um período de 2 a 4 horas (necessário para que o traçador se ligue aos rins) para então realizar as imagens, que terão duração aproximada de 30 minutos.

No entanto, é necessária a ingestão de líquidos (aproximadamente 3 copos). O paciente também poderá esvaziar a bexiga quantas vezes desejar.

Preparo

  • Não é necessário jejum. Não é necessária a suspensão de medicamentos.
  • Trazer exames laboratoriais de uréia e creatinina, laudos de imagem prévios, como cintilografias renais, ultrassonografia, urografia excretora, uretrocistografia, ressonância magnética, tomografia computadorizada, entre outros.
  • Normalmente mulheres grávidas, com suspeita de gravidez ou amamentando não poderão realizar o exame.
  • Caso haja urgência da realização do exame em mulheres que estejam amamentando, o aleitamento deverá ser interrompido nas 4 horas após a administração do material radioativo.
×